Tuesday, 17 April 2012

NILO SERGIO, singer, band-leader, CEO


Nilo Sergio in 1943.
Nilo Santos Pinto was born in 16 June 1921, in Rio de Janeiro-DF. We don't know much about his early years except that he went to Colegio Sylvio Leite, a boarding school in Boca do Mato-RJ for elementary and high school. Nilo Sergio was very fond of the English language due to his love of watching American musical movies and made a point of studying it as hard as he could.  
Nilo loved the big bands and after he left school he took part in a few radio gong-shows winning most of them. In 1943, when he was 21 years old, Nilo got a job as the crooner of orchestra The Midnighters, and recorded 'Take it from here' and another 6 singles for RCA Victor.  From 1944 on, Nilo recorded as a solo act. Most of his recordings were in English. In 1945, Nilo signed with Continental Discos and remained with the company for the rest of the decade. 
In 1951, Nilo signed with Todamérica, a new label in the market that released 'Cavaleiros do céu', a translation of 'Ghost riders in the sky' with Nilo singing in his native Portuguese. 
Nilo, who had always had a pench for business established his own record shop in downtown in Rio (Rua Senador Dantas, 74) called 'Lojinha de Música' - and ended up learning the ropes of how-to-create-your-own-label with the fledgeling Todamérica. Not long after he actually founded Musidisc a record company that would be very successful through the 1950s and 1960s.
Nilo Sergio was adventurous in business. Musidisc was the first Brazilian label to record in Stereo with Pierre Kolman's first album in 26 December 1956. The album was eventually released in Monoaural due to the non-existence of stereo record-players in the country. Musidisc was the 1st record company to abolish the manufacturing of 78 rpms. 
Nilo Sergio was a very short man at 1.50 meters tall. D.K.W. (a very small German car) being his nickname during the time he sang at Radio Nacional and Radio Tupi. 

Revista do Radio - 25 Abril 1950.
Nilo Sergio é um brotinho do radio e, não obstante tem um cartaz bem expressivo. Surgiu em fins de 1943 num programa de calouros que Edmundo Maia animava depois que Ary Barroso deixou a Radio Cruzeiro do Sul para ir p’ra Tupi.
Nilo Sergio, nascido Nilo Santos Pinto, rapazola que estudava inglês, foi influenciado pelo cinema falado norte-americano com seus números elaborados musicais e suas historias de cantores e compositores que se tornam famosos do dia p’ra noite. Assim, foi atraído para o programa da Cruzeiro do Sul e conseguiu de imediato conquistar os 300 cruzeiros do prêmio acumulado. No dia seguinte era a audição de calouros da Radio Ipanema comandada por Afonso Scola e lá, também, Nilo Sergio conquistou a nota 5.
Estava aberto o caminho do estrelato. Vencedor em dois programas, Nilo Sergio foi apresentado ao diretor da Radio Nacional e, depois de um teste, contratado como intérprete de músicas norte-americanas, permanecendo lá até 1947, quando trocou a E-8 pela G-3.
Nilo Sergio fala fluentemente o idioma inglês e já esteve nos Estados Unidos em viagem de estudos antes de ingressar na Radio Tupi. Agora, realizando um velho sonho estabeleceu-se com uma loja de discos na Avenida Rio, Branco, onde divide seu tempo entre as atividades comerciais e artísticas. Seus afazeres como negociante não prejudicaram sua vida artística, pois tem composto várias melodias e feito uma série de versões das mais interessantes.
Samba-bolero
A sua grande conquista é a fusão de dois ritmos latino-americanos, o samba e o bolero que ele apresentou pela 1ª. vez em um programa da Tupi. Sendo dois ritmos diversos, ele consegue, porém, equilibrá-los, dando às maracas e as claves [pauzinhos] a incumbência da marcação do bolero enquanto o piano, a bateria e o pandeiro fazem a marcação do samba.
Este ano, porém, Nilo Sergio, que sempre cantou musicas norte- americanas e somente poucas vezes as nossas melodias, resolveu só gravar musicas brasileiras. Suas composições terão letras de Alberto Ribeiro.
Além disso Nilo foi convidado a gravar nos Estados Unidos músicas sul-americanas em versões em inglês. Enquanto, porém não chega a data de seu embarque, o brotinho do radio continua no comercio de discos e nos programas da Radio Tupi.
Texto de Vitor Leal para a Revista do Radio de 25 Abril 1950.



Nilo Sergio atendendo clientes em sua loja de discos e ao microphone da Radio Tupi do Rio de Janeiro.

Internato Colégio Sylvio Leite em Boca do Mato-RJ nos anos 1930s.
Revista do Radio reporta a quebra de contrato da Radio Tupi em 1950.

Nilo Sergio se desentende com a Radio Tupi, que não queria lhe dar férias, leva o caso ao Ministério do Trabalho, ganha a causa, mas é dispensado pela malvada, ficando sem contrato.


Revista do Rádio saúda a Todamérica, nova gravadora que surge. Fotos de Roberto Paiva e Aracy Costa.

Nilo Sergio é convidado a gravar na Todamérica, novíssima gravadora que iniciava naquele instante. Nilo aprendeu como se fazia uma gravadora e logo em seguida, em 1953, lança a Musidisc, que seria maior que a Todamérica e duraria até os anos 1970.  
Todamérica, que era uma companhia editora de música entrou no mercado de discos, e a Revista do Rádio entrevista Antônio Almeida, seu diretor. 
'Quais são seus novos contratatos?'
'Nilo Sergio gravou 'Cavaleiros do Céu' (Ghostriders in the sky), numa versão de Haroldo Barbosa e na outra face 'Speak low' (Fale baixinho). Ademilde Fonseca já pôs em acetatos dois choros 'Molengo' e 'Derrubando violões'.
Gravamos nossos discos na Fábrica Byington. O fato de não termos uma fábrica de gravação, não é de estranhar. Nos Estados Unidos, por exemplo, existem milhares de etiquetas, no entanto, as gravações de todas essas companhias são feitas em somente 6 fábricas.  


Resenha do ano de 1950, feita pela Revista do Radio. 

Celina Lopes Domingues é o nome da noiva de Nilo Sérgio, que a conheceu no dia do aniversario dela, 11 Março 1944. 

Nilo e Celina ficaram noivos em 25 Dezembro 1948; em fins de 1949, Nilo montou sua 'Lojinha de Música' e em 1951, Nilo, já dirigindo seu Chrysler de último tipo, finalmente marcou a data do casamento.  

Nilo Sergio e Celina Lopes Domingues casam-se na igreja da Candelária em 24 de Maio de 1951. 

1o. LP gravado em Stereo no Brasil - final de 1956.
Em 26 Dezembro 1956, a Musidisc faz a 1a. gravação Stereo no Brasil, o 1o. LP de Pierre Komann. O disco no entanto foi lançado como Alta Fidelidade devido ao alto custo da prensagem, isto é, como gravação monoaural e não estereofônica.  A Musidisc não fabricava mais 78 rpms em 1957, apenas 45 e 33 rpms. 

Nilo Sergio em partida para os EEUU é cumprimentado por Booker Pittman & Toni Vestane.
Anúncio pago pela Musidisc saiu na revista Cash Box de 31 Outubro 1959.

NILO SERGIO DISCOGRAPHY (according to Cravo Albin) 

1943 
Take it from there - with The Midnighters - RCA
It can't be wrong - with  The Midnighters - RCA
You'll never know / My devotion - with The Midnighters - RCA
Jingle, jangle, jingle / If you please - with The Midnighters - RCA
Sunday, Monday or always / For the first time - with The Midnighters - RCA
Paper Doll / Hello Frisco - with The Midnighters - RCA
Morena boca de ouro - with As Três Marias - RCA (his first song sung in Portuguese)

1944
Have I stayed aweay too long / Don't believe everything you dream - RCA
I'II be around / No love, no nothing - RCA
How sweet you are / We mustn"t say goodbye - RCA
Someday I'II meet you again / The dreamer - RCA
Shoo-shoo baby / Don't sweetheart me - RCA
Goodnight, wherever you are / How blue the night - RCA
San Fernando Valley / Long ago - RCA

1945
I'm making believe / Let me love you tonight - Continental 
Always - All of me / This heart of mine - Continental 
More and more / Candy - Continental 
Laura / Dream - Continental 

1946 - As long as I live / It might as well be spring - Continental 

1947 - Among my souvenirs / Mam'selle - Continental 

1948
Without you / Make mine music - Continental 
Begin the beguine / Je vous aime - Continental

1949
I'm looking over a four leaf clover (Trevo de quatro folhas) / My darling, my darling - Continental 
On na island with you / Mañana - Continental 
Canção de aniversário / Falta-me alguém - Continental 

1950 
Sorrisos / Que importa a vida - Continental 
Cavaleiros do céu (Ghostriders in the sky) / Speak low - Todamérica 
Anseio / Não posso esquecer- Todamérica 
Parabéns a você / Canção de aniversário de casamento- Todamérica 

1951
Você é tormento / Não briguemos- Todamérica 
Serenata / Onde a tristeza mora- Todamérica 

1953
Datas felizes - Musidisc - LP

1956 
Canções de Natal - Nilo Sérgio e Trio Surdina - Musidisc - LP
Vai menina / Dos perdidos - Musidisc 

1960 - Dançando suavemente - Nilo Sérgio e sua orquestra - Musidisc - LP
1961 - Canção de aniversário de casamento / Parabéns a você - Continental 
1962 - Isto é romance - Nilo Sérgio, sua orquestra e vozes - Musidisc - LP
1962 - Dança e romance - Nilo Sérgio, sua orquestra e vozes - Nilser - LP
1963 - Bolero, amor e romance - Nilo Sérgio, sua orquestra e vozes - Nilser - LP
1963 - Cleópatra, cinema e romance - Nilo Sérgio, sua orquestra e vozes - Nilser - LP
1969 - Canções para uma noite de chuva - Orquestra Nilo Sérgio - Musidisc - LP

Em 1953, Nilo Sergio cria a gravadora Musidisc, com sede em sua loja na Avenida Rio Branco.
Em 1961, Nilo cria o sêlo Nilser, dentro da sua Musidisc.

Foi num programa de calouros da Radio Cruzeiro do Sul que Nilo Sergio inciou sua carreira artística. Paulo Roberto gostou dele e o contratou por Cr$ 800,00 mensais. No mesmo ano fez um teste na Radio Nacional e,  aprovado por Haroldo Barbosa e Lyrio Panicalli, foi contratado pela PRE-8 para cantar musica norte-americana. Logo depois era convidado a gravar na RCA Victor, com a Orquestra de Zacarias. Chegou a gravar alí 30 discos, até que em 1948, transferiu-se para a Continental e Todamérica, onde gravou musica brasileira e composições de sua autoria. 
Foi contratado para atuar no Cassino da Urca, mas veio a lei contra os jogos de azar e os cassino foram fechados antes mesmo de Nilo Sergio estrear. Passou a trabalhara na boite Casablanca, com grande sucesso. Em 1948 foi pela 1a. vez à America do Norte, tendo feito uma série de programas de radio em Los Angeles e Hollywood na NBC, cantando musica brasileira e americana. Empolgado com o comercio de discos nos Estados Unidos, abriu na Cinelândia a sua 'Lojinha de Música' que foi pioneira no gênero.
Quando a equipe da Nacional, liderada por Gilberto de Andrade, passou para a Radio Tupi, Nilo Sergio também foi e lá criou o 'Lojinha de Música', um programa de disc-jockey apresentado por ele e Nancy Wanderley. Em 1950 afastou-se das Emissoras Associadas e ao mesmo tempo encerrou sua carreira de cantor por falta absoluta de tempo, todo dedicado a negócios particulares. 
Em 1954 fundou a Musidisc e vendeu sua loja, para não fazer concorrência aos freguêses. Em 1956 fez sua 1a. viagem à Europa, seguindo depois para os USA, fazendo contatos com fabricas de discos, as quais passou a representar no Brasil. Lançou então suas novas marcas: Masterpiece, Audio-Laboratory, Hi-Fi Jazz, Junior e mais tarde a Audiola, etiqueta destinada a pessoas de nivel aquisitivo mais modesto, sem perder qualidade e apresentação. Atualmente a gravadora de Nilo tem sede própria num prédio novo na Lapa, onde ocupa 2 andares, instalados com todo conforto e técnica. Comprou também duas lojas no prédio, onde vai ser instalado o departamento de divulgação. Agora sua meta é o lançamento da Nilser, uma companhia vinculada à Musidisc. Será uma etiqueta para lançamento de discos especiais, que serão editados apenas 12 por ano. A Nilser será também uma agência de publicidade e editora musical. 
Dado ao seu gosto musical e atendendo aos pedidos de amigos, Nilo Sergio criou uma orquestra a seu gosto e a lançou com o LP 'Isto é romance', em que utiliza os recursos de cordas e vozes em trabalho junto ao arranjador. A gravação foi um sucesso e logo saiu o 2o. disco da série, no qual, por sugestão de amigos, Nilo canta uma melodia em cada face do disco. 
Com a transformação da Musidisc em sociedade anônima, Oswaldo Cadaxo e Dulce Domingues passaram a acionistas da firma. Oswaldo é o diretor-executivo que começou como vendedor da firma e Dulce é a diretora comercial. 
Esta é a história de Nilo Sergio, cuja paixão pela música transformou uma mania numa história de grande utilidade para o País. Nilo é casado com dona Celina Domingues Pinto e tem 2 filhos. Nilo Sergio de 5 anos e Celly Anne de 2 anos. Morando num belo apartamento no Flamengo tem como hobby a pesca em alto mar.    





No comments:

Post a Comment